GRUPO DE ESTUDOS MULHERISMO AFRICANA

GRUPO DE ESTUDOS MULHERISMO AFRICANA

Cód. 4828-0   -   Vendido e entregue por:  ROBERTA FRANCISCO RIBEIRO DA SILVA

de R$ 100,00

por R$ 85,00

- 15% OFF

ou até 2x de R$ 42,50 (sem juros)

Gostaria de contatar o lojista para orçamento? Clique aqui e realize seu login primeiramente.

Descrição

Ciclo Sankofa do Grupo de Estudos Mulherismo Africana (Gema). Dando continuidade aos quintos últimos ciclos, vamos analisar aspectos como gênero, sexo, patriarcado e miscigenação para a construção do nosso Mulherismo Africana. 

.

Baseando-se em escritos de Oyèrónkẹ Oyěwùmí, Alessandra Martins e de Roberta Ribeiro, autora e coordenadora do Grupo de Estudos Mulherismo Africana, o ciclo de estudos terá como eixo a leitura de textos e outras fontes de informação. 

 

  • DATAS DOS ENCONTROS: 23 DE MARÇO; 6 E 20 DE ABRIL; 4 DE MAIO. DAS 19:30 ÀS 22H.

 

.

  • O que é o Grupo de Estudos Mulherismo Africana?

 

O Grupo de Estudos Mulherismo Africana, o GEMA, existe desde março de 2021 e também conta com um podcast feito por Roberta Ribeiro (disponível nas principais plataformas de áudio, como o Spotify).

.

O grupo de estudos se trata de um convite que possibilita pensar em conjunto sobre raça, gênero e classe, respectivamente,  permitindo reflexões plurais sobre nossas singularidades a partir de escritos de pensadores e pensadoras negros como Clenora Hudson-Weems, Cheikh Anta Diop, Lélia Gonzalez e bell hooks. 

  • Ciclo Sankofa

 

Neste sexto ciclo teremos quatro encontros, cada um com duração de 2 horas e 30 minutos, das 19:30h às 22h . O grupo de estudos oferece material de apoio com aulas oferecidas pela professora Roberta, além dos diálogos e trocas entre participantes. 

 

  • Diferencial do GEMA

 

  1. Ao contrário de algumas atividades on-line, os encontros do GEMA são potencializadores. Nossas atividades são permeadas de afetividade em conjunto com análises sobre os temas estudados. Tais abordagens são feitas a partir de olhares em que raça é vista como epicentro, porém sem deixar de utilizar a interseccionalidade enquanto metodologia para que possamos enxergar os mais diversos atores sociais em meio ao Mulherismo Africana.
  2. Vamos para o sexto ciclo, porém os ciclos  são independentes, funcionando apenas enquanto marcadores cronológicos e definidores temáticos. Com isso, novos participantes são sempre bem-vindos, assim como damos boas-vindas para pessoas de todos os gêneros. O mulherismo africana é uma história que está sendo escrita por nossas narrativas. Junte-se ao nosso grupo para que possamos construir possibilidades em coletivo!
  3. O Grupo de Estudos Mulherismo Africana está construindo o Mulherismo Africana Sankofa, uma abordagem inovadora que inaugura a mulheridade amefricana-brasileira-africana ao pensar Mulherismo Africana. Desse modo, pensamentos como os e Lélia Gonzalez, Abdias Nascimento, Osmundo Pinho, Alessandra Martins e Oyeronke Oyewumi servem de alicerce. 
  4.  Além disso você passa a conhecer a Ação Nós Por Nós, instituição fundada por Roberta Ribeiro e que hospeda o Gema. A Ação Nós Por Nós é uma instituição que tem foco no fortalecimento da juventude negra e periférica a partir de três eixos Carreira e Mercado de Trabalho; Saúde Mental e Educação Sexual; e Educação Antirracista e Gênero, esse último ligado ao Grupo de Estudos Mulherismo Africana.
  5. Os encontros são ao vivo pelo Google Meet, mas as chamadas também são gravadas e disponibilizadas para que você reveja quantas vezes quiser. 
  • RESUMO



O grupo de estudos>>

- 10h de duração (2h30min cada encontro)

-Aulas expositivas acrescidas de diálogos entre os participantes

- Material incluso (e-book, vídeos e textos)

-Encontros gravadas e disponíveis pós curso

- Certificado de participação

Entre em contato para tirar dúvidas! Não deixe a oportunidade para depois!

Conheça nosso instagram @mulherismosankofa

Perguntas

Pergunte ao vendedor

Você precisa estar logado para fazer perguntas. Clique aqui para entrar ou fazer um cadastro

Ainda não foram feitas perguntas sobre este item. Faça a primeira!